BOLINHA DE GUDE BEM INTENCIONADA

Parabéns, hoje você encontrou uma bolinha de gude bem intencionada!!!

Parabéns!!! Você atraiu uma Bolinha de Gude Bem Intencionada. Ao embalar cada bolinha é criada a boa intenção, para quem a receber, de pensamentos felizes e prósperos. O convite é para que você possa continuar reprogramando sua bolinha de gude com seus pensamentos de esperança, foco e felicidade. A proposta dessa ação e desse blog é disseminar uma corrente de felicidade pelas cidades. Para isso é proposto, que toda vez que tocar na bolinha, você tenha pensamentos de gratidão, doação e intenção (veja mais informações nos textos laterais e postagens).
Nenhuma ação mística ou espiritual é atribuída a bolinha de gude a não ser o uso da mesma para condicionar boas práticas de pensamentos positivos e intencionalidades. Boa sorte!!!

Eric Boragan Gugliano

quinta-feira, 9 de março de 2017

CERTEZA

  Nós recebemos sempre aquilo que desejamos. Quando estamos em dúvida recebemos a energia da dúvida. Quando estamos em ódio, recebemos a energia do ódio. Pensamentos negativos criam possibilidades incertas que podem ser substituídos por pensamentos de certeza. Quando criamos a certeza, nossa mente trabalha em uma sintonia com o corpo como se cada célula soubesse que tal fato pensado seja absolutamente certo de acontecer e desta maneira é manifestada a realidade. 
   O meu primeiro teste sobre o uso da certeza foi quando eu desejei mudar de moradia, dois anos após ter me casado. Nosso primeiro apartamento era muito pequeno e muito arrumadinho, tipo apartamento de noivos, mas as condições do bairro não ajudavam muito. Um dia minha esposa me chamou a atenção de que não era mais possível viver naquele bairro e que precisaríamos sair. Eu não via nenhuma condição de sair dali devido a dívida contraída com a construtora e o salário baixo, até que um dia li um livro sobre intencionalidade. Comecei a colocar em prática e procurar outros imóveis em outras regiões e, quando escolhi o bairro e prédio perfeitos, fazia o caminho todos os dias como se morasse naquele bairro, comprava pão na padaria do bairro, cortava cabelo naquele bairro e até dava seta no meu carro indicando que entraria no prédio escolhido. A condição para eu poder mudar era vender o apartamento em que morava, porém outros vizinhos estavam vendendo com o valor 50% a 70% mais barato. Existia um mural na portaria onde eu acompanhava todos os dias o movimento das vendas até um dia ver um morador que apenas passava a dívida. Mesmo vendo a realidade que estava em minha volta, continuei com a prática da intenção de morar no outro bairro escolhido.
      Um dia acordei com uma sensação diferente e imaginei que poderia ir até a construtora propor uma devolução. Na época essa prática não existia e quando fui com minha esposa tentar negociar, sabíamos que as chances seriam mínimas. Após uma longa espera a secretária disse que devolveria 70% do que havíamos pago o que era exatamente o valor da minha intenção de venda no início. Outras pessoas do condomínio souberam do acordo e correram para a construtora e não mais conseguiram. O único problema é que tínhamos que mudar em um mês e eles não iriam pagar todo o valor e sim parcelar em 12 prestações. Naquela época ninguém aceitava vender imóvel sem uma bela entrada, mas apareceu um apartamento no mesmo bairro, mas não no prédio em que tinha escolhido, e conseguímos nos mudar para lá também em acordo com a nova construtora que permitiu fazer a mudança mesmo sem a documentação necessária e ainda parcelando a entrada. Não moro mais nesse apartamento, mas estou morando quase de  frente daquele prédio em que dava a seta para entrar na garagem quase todos os dias e que devia deixar o porteiro assustado.
  Quando contei essa história para meus alunos, alguns também fizeram essa prática e pude presenciar também conseguirem suas mudanças pessoais como trabalhar em uma boa empresa ou mesmo transferência de setor de trabalho. 
   Portanto, independente do que esteja acontecendo em volta, o mais importante é a certeza do seu foco.




Nenhum comentário:

Postar um comentário